Aliança

Introdução

Vamos começar com uma pergunta aparentemente simples, mas que tem sido alvo das mais diversas respostas ultimamente: quem inventou o casamento? A resposta atualmente divulgada, é que o casamento é algum tipo de convenção social, no qual duas pessoas se unem para conquistar seus interesses individuais, e assim permanecem enquanto isso for vantajoso. Porém, é importante que tenhamos a firme convicção de que o casamento é algo que nasce no coração de Deus. Disso dependerá todo seu caminhar na vida à dois.

Se fosse pedido para que você olhasse para a sua aliança, o que você faria? Provavelmente, olharia para o anel dourado que tem no dedo da mão esquerda. Esse anel não é a aliança, ele é um símbolo da aliança. Essa é uma das coisas que sabemos, mas nos esquecemos com freqüência. Invertemos o entendimento e achamos que a aliança é um símbolo do casamento, mas a verdade é que o casamento é que é uma cerimônia que celebra uma aliança.

O que é uma aliança

Uma aliança é um pacto entre duas pessoas que envolve um profundo compromisso. A Bíblia está repleta de referências às alianças de Deus conosco. O casamento é a aliança mais comum em nossos tempos e quando celebrado, traz consigo os principais elementos que estavam contidos nas alianças bíblicas:

Aliança estabelece um compromisso de uma pessoa com outra

Esse compromisso, muitas vezes, recebia o caráter e a profundidade de um pacto de sangue, ou pacto de vida ou morte. Como nas alianças bíblicas, marido e mulher não devem entrar em aliança no casamento levianamente, mas conscientes da profundidade do compromisso.

Aliança envolve um juramento

Parte do ritual da maioria das alianças era o juramento solene (para alguns exemplos, veja: Gn 21. 23, 24, 26, 31; Ex. 6.8; 19.8). Da mesma maneira, o casamento, sendo uma aliança, tem o juramento com parte de seu ritual. Esse juramento determina os termos dessa aliança e ele deve ser respeitado: “Promete amar e ser fiel na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, amando-lhe e respeitando-lhe até que a morte os separe?” Você respondeu “sim” a essa pergunta? Então você estabeleceu uma aliança nestes termos.

Aliança envolve um ato simbólico

Um ato simbólico também estava muitas vezes envolvido na aliança (Gn 21.28-32; 26.28-30; Js 24.27). E é aqui que aparece o anel que você tem no seu dedo. O colocar do anel é um ato que simboliza a concretização da aliança e o enlace dos dois em uma só vida. Ele é um símbolo e um memorial dessa união.

O que é a aliança no casamento

Diferente de outras alianças, a aliança no casamento é uma aliança de amor e sacrifício. Uma aliança não é um contrato. Um contrato é um arranjo no qual cada parte defende e busca seus próprios interesses, e nisso, estabelece cláusulas de proteção para o caso de alguma coisa sair errado. No casamento não. No casamento cada um se entrega à busca do interesse do outro, sem proteção, sem cláusula de cancelamento, porque uma aliança é um pacto de sangue no qual os dois se tornam um.

Daí a importância de aprendermos o que é uma aliança, pois pode ser que alguns de nós tenhamos entrado no casamento sem saber de todas as suas implicações. Isto não nos isenta da responsabilidade, ao contrário, é um chamado para que busquemos em Deus completar tudo que é proposto na aliança.

 

Contrato Aliança
Cada um busca seu próprio interesse 

Lucro ou benefício

Cláusulas de proteção

Cláusulas de cancelamento

Temporário

Cada um busca o interesse do outro 

Sacrifício

Juramentos de entrega

Pacto de sangue

Vitalício

O casamento é uma aliança criada por Deus

Em toda a Bíblia, o casamento é claramente algo criado por Deus. Ele está presente logo no início de Genesis (2.23), e bem no fim de Apocalipse (Ap 22.17). Quando Deus quer expressar seu grande amor, ele se “casa” com o objeto desse amor.

Em Ap 19.7-8 vemos o casamento do Cordeiro de Deus com sua igreja, o povo pelo qual ele se entregou e morreu. Em Ef 5.25, Paulo fala-nos dessa entrega enquanto ordena que os maridos amem suas esposas.

“Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou, pois lhe foi dado vestir-se de linho finíssimo, resplandecente e puro. Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos.” Ap 19.7-8

Veja que bela cerimônia de casamento de Deus com o seu povo em Ez 16.8-14. Deus se casa com Israel dizendo “e eis que teu tempo era tempo de amores… dei-te juramento e entrei em aliança contigo… e passaste a ser minha”. Esse é a ideia que o Senhor tem de vocês, quando olha para a aliança que fizeram um com o outro, uma aliança de amores e juramento eterno.

“Passando eu por junto de ti, vi-te, e eis que o teu tempo era tempo de amores; estendi sobre ti as abas do meu manto e cobri a tua nudez; dei-te juramento e entrei em aliança contigo, diz o SENHOR Deus; e passaste a ser minha. Então, te lavei com água, e te enxuguei do teu sangue, e te ungi com óleo. Também te vesti de roupas bordadas, e te calcei com couro da melhor qualidade, e te cingi de linho fino, e te cobri de seda. Também te adornei com enfeites e te pus braceletes nas mãos e colar à roda do teu pescoço.Coloquei-te um pendente no nariz, arrecadas nas orelhas e linda coroa na cabeça. Assim, foste ornada de ouro e prata; o teu vestido era de linho fino, de seda e de bordados; nutriste-te de flor de farinha, de mel e azeite; eras formosa em extremo e chegaste a ser rainha. Correu a tua fama entre as nações, por causa da tua formosura, pois era perfeita, por causa da minha glória que eu pusera em ti, diz o SENHOR Deus.” Ez 16.8-14

 

Conclusão

Vimos nessa lição que o seu casamento é uma aliança, e como tal, ela foi criada por Deus. Se precisássemos resumir a aliança do casamento em um único objetivo, esse seria: ser um. A primeira referência a uma aliança de casamento entre homem e mulher, ainda que em termos cerimoniais diferentes dos nossos, se dá em Gn 2.23-24. Esta aliança foi feita antes que o pecado habitasse o mundo e ela contém tudo aquilo que o casamento busca restaurar. Leia os versículos e observe o seguinte:

A presença do pacto de sangue

“Essa afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne” disse Adão. Não é isso que o casamento busca reproduzir? Os dois sendo verdadeiramente um.

A identidade única

“Chamar-se-á varoa”. É interessante ver que o nome “Eva” só aparece após a queda, quando o verdadeiro casamento já estava maculado. Até então, ambos tinham o mesmo nome e a mesma identidade diante do Senhor.

Uma só carne

E esse casamento se conclui com a sentença: “…tornando-se os dois, uma só carne”. Mais do que uma união sexual, esse termo indica um só coração, uma só vida, uma só pessoa.

 

Comments
One Response to “Aliança”
Leave A Comment

Tema do ministério

"Dar-lhes-ei um só coração e um só caminho, para que me temam todos os dias, para seu bem e bem de seus filhos." Jeremias 32:39.